Curiosidades sobre a cerveja artesanal

Veja também a diferença entre cerveja artesanal e cerveja industrial

O segmento de Cervejaria Artesanal cresceu muito no Brasil nesses últimos anos. Só para ter uma ideia, em 2018 existiam 889 estabelecimentos registrados neste ramo e, em 2020 saltou para 1.171 cervejarias em atividades a todo o vapor!

Então, já que é um assunto que está em alta, hoje o Sr. GIV trouxe algumas curiosidades sobre a Cerveja Artesanal que muita gente ainda não sabe. Bora lá?  

 

Cerveja Artesanal x Cerveja Industrial

O primeiro ponto que é preciso ressaltar é que, enquanto a cerveja industrial visa quantidade, a cerveja artesanal visa qualidade. Outro ponto é que, as cervejas industriais levam um tempo mais curto de maturação. Já as cervejas artesanais, levam períodos maiores em sua produção, para garantir um sabor mais apurado e agradar ainda mais o paladar da galera.

 

E, olha só que interessante! Existem 3 grupos de cervejas artesanais, veja:

Cerveja ale: que é mais encorpada

Lagers: é mais leve

Lambics: é o grupo que possui um processo de fabricação mais demorado e é um dos mais caros do mundo.

 

Ingredientes

Para se produzir essa bebida que é bem apreciada por muitos brasileiros, é necessário o uso de água, malte, lúpulo e fermentadores.

 

Agora, vamos às 10 curiosidades que o Sr. GIV vai revelar para você!

1. Você sabia que a cerveja foi inventada e produzida por mulheres há quase 8 mil anos atrás? É isso mesmo! A cerveja é uma bebida milenar que caiu no gosto da maioria das pessoas, sendo elas homens e mulheres.

2. A Lei da Pureza Alemã de 1516 diz que uma cerveja de qualidade contém apenas água, cevada e lúpulo.

3. A espuma da cerveja tem a função de preservar o sabor com aquele amargor, a temperatura gelada, já que evita que o líquido entre em contato com o ar e, também ajuda a liberar o aroma. Ah, mas copos mal lavados ou até defeitos de fabricação, atrapalham na formação da espuma, tá?

4. Sabe porque as garrafas de cerveja são escuras? É porque elas ajudam a proteger o líquido dos raios ultravioletas e, assim, preservam o sabor e o aroma da cerveja. Interessante, né? 

5. O malte é um cereal germinado, responsável pelos aromas, sabores, cores, açúcares e nutrientes.

6. Os açúcares são utilizados pelas leveduras, principalmente para a produção do álcool, do gás carbônico e demais reações derivadas da fermentação.

7. Para cada estilo de cerveja artesanal existe uma temperatura adequada. Inclusive, algumas devem ser consumidas em temperatura ambiente.

8. Você sabe a diferença entre cerveja e chope? É muito simples! A diferença está no processo de fabricação. A cerveja costuma passar por uma etapa a mais de pasteurização, para aumentar o tempo de validade. Já o chope, pode ser consumido em até cinco dias, de acordo com a armazenagem e fabricação.

9. As bolhas presentes na espuma da cerveja têm relação direta com a qualidade da mesma. Bolhas muito grandes sinalizam a má qualidade da cerveja ou até mesmo revelam que o copo foi higienizado incorretamente.

10. Cerveja industrializada utiliza em média 60% de malte e, os outros 40% correspondem aos outros tipos de cereais, para que reduza o custo de produção. Ou seja, a cerveja artesanal é produzida com maior quantidade de malte e visa proporcionar um aroma e sabor de qualidade.  

Gostou? Então, que tal dar uma olhadinha nos Rótulos para Cerveja Artesanal do Sr, GIV? Invista neste negócio que está bombando no momento e lucre na produção de cervejas ou até mesmo na revenda de rótulos personalizados. Compartilhe essa ideia!

  

Fontes:

https://www.cervesia.com.br/noticias/curiosidades/1030-dez-curiosidades-sobre-a-cerveja-artesanal.html

https://www.hominilupulo.com.br/cervejas-caseiras/artigos/cerveja-artesanal/

Receba promoções e novidades!!
Cadastre-se e tenha acesso a promoções, dicas e novidades exclusivas
Para sua maior segurança, atualizamos Politicas de Privacidade e Termos de Uso do site. Ao continuar navegando nele, entendemos que você está ciente e de acordo com elas.
Li e aceito as Politicas de Privacidade.